Roraima pede adiamento no pagamento da parcelas da dívida – Exame

Brasília – O governo de Roraima pediu nesta quarta-feira, 21, ao ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, que o pagamento das parcelas da dívida do Estado com a União seja prorrogado. A governadora Suely Campos alegou que a crise imigratória da Venezuela tem elevado os custos do governo estadual e pediu um fôlego financeiro ao governo federal.

“Estamos em um momento delicado, com impacto significativo nas despesas e nos serviços de saúde, segurança e educação do Estado, por isso, pedimos o adiamento das parcelas, que são de R$ 22 milhões por mês’, disse a governadora, após reunião com Meirelles.

Suely lembrou também que o Estado tem uma economia “em formação” e que o orçamento do seu governo depende em 80% dos repasses do Fundo de Participação dos Estados (FPE). Segundo ela, o ministro ficou de reunir sua equipe para analisar possibilidades jurídicas para um adiamento no pagamento da dívida e uma nova reunião com representantes ficou marcada para quinta-feira, 22, à tarde, no ministério.

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!