Após corte da Fitch, Fazenda reitera necessidade de reforma – Valor

BRASÍLIA  –  O Ministério da Fazenda afirmou que a agência de classificação de risco Fitch Ratings apontou a necessidade de aprovação de reformas ao anunciar hoje o rebaixamento da nota brasileira de crédito soberano de BB para BB-, com perspectiva estável.

Em posicionamento sobre o tema, a Pasta afirmou que o governo “segue comprometido” com a agenda de reformas macro e microeconômicas com objetivo de garantir o equilíbrio das contas públicas, o crescimento econômico sustentável e a melhoria do ambiente de negócios.

O ministério defende os “avanços já obtidos” na política fiscal pela aprovação de medidas como o teto de gastos, a reforma trabalhista, o Programa de Recuperação Fiscal dos Estados, a reformulação das políticas de crédito do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e a nova Taxa de Longo Prazo (TLP).

Apesar do rebaixamento, o ministério afirma que a Fitch reconheceu a “força dos fundamentos” do país. “A Fitch reconhece que os fundamentos macroeconômicos brasileiros permitem tanto absorver choques internacionais e domésticos como garantir a sustentabilidade da dívida pública”, afirma a Fazenda na nota.

No posicionamento, o Ministério da Fazenda afirmou ainda que a dívida pública federal “conta atualmente com uma composição saudável, reduzida exposição cambial e baixa concentração de vencimentos no curto prazo, além de uma base diversificada de investidores para seu financiamento, o que contribui para mitigar os riscos inerentes à sua gestão”.

Fonte Oficial: Valor.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!