Petróleo opera em baixa, diante da força do dólar – Jornal do Comércio

O petróleo opera em baixa na manhã desta sexta-feira (23), pressionado pela valorização do dólar. Com isso, os contratos devolvem parte dos ganhos fortes da sessão anterior.

Às 9h35min (de Brasília), o petróleo WTI para abril recuava 0,13%, a US$ 62,69 o barril, na New York Mercantile Exchange (Nymex), e o Brent para abril caía 0,29%, a US$ 66,20 o barril, na ICE.

“O dólar marginalmente mais forte” era o responsável pela fraqueza dos preços, segundo Giovanni Staunovo, analista de commodities da UBS Wealth Management. As commodities são denominadas em dólar. Em caso de alta na moeda, o petróleo, por exemplo, fica mais caro para os detentores de outras divisas.

Na quinta-feira (22), os contratos tiveram alta forte, após um recuo nos estoques dos Estados Unidos. Alguns analistas, porém, viram o apoio da notícia como de curto prazo. Diretor de pesquisa macro e de commodities do Julius Baer, Norbert Ruecker previu que o petróleo sofrerá pressão de baixa, diante da produção forte de xisto.

Os preços do petróleo recuaram mais de 12% nas primeiras semanas de fevereiro, em grande medida por causa da crescente produção de xisto nos EUA. Parte das perdas foram recuperadas, mas o Brent, por exemplo, ainda está bem abaixo das máximas de mais de 70% o barril atingidas no mês passado.

Às 15h, a Baker Hughes divulga seu relatório de poços e plataformas em atividade nos EUA. 

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!