PIB do México avança 2,0% em 2017, desacelerando após alta de 2,9% em 2016 – Jornal do Comércio

O Produto Interno Bruto (PIB) desacelerou em 2017, com quedas na produção de petróleo e a piora no setor de construção prejudicando a atividade industrial. Ao mesmo tempo, os serviços avançaram a um ritmo mais lento que no ano anterior, segundo dados oficiais desta sexta-feira. O PIB mexicano cresceu 1,5% no quarto trimestre, na comparação com igual período de 2016. Em todo o ano passado, o PIB avançou 2,0%, desacelerando da alta de 2,9% de 2016.

Os serviços foram o destaque para o crescimento do país no ano passado, em alta anual de 3%, enquanto a produção industrial recuou 0,6%, diante da fraqueza na produção de petróleo e gás e da fraqueza do setor de construção, após cortes orçamentários do governo. A produção manufatureira, por sua vez, cresceu 2,9%, após alta de 1,5% em 2016.

A atividade acelerou no quarto trimestre, após uma contração no trimestre anterior, quando dois grandes terremotos e vários furacões prejudicaram a produção de petróleo e serviços. O PIB mexicano cresceu 0,8% no quarto trimestre ante o anterior, após ajustes sazonais, o que se traduz em um avanço anualizado de 3,2%.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!