Ibovespa perde força com ‘acomodação’ do investidor, mas bate recorde – Valor

SÃO PAULO  –  Depois de bater a marca dos 88 mil pontos, o Ibovespa perdeu tração ao longo do dia com a acomodação do investidor em patamares de preços mais baixos. Mesmo assim, o índice assegurou mais um fechamento histórico aos 87.653 pontos, em alta de 0,41%.

O volume negociado do índice no dia foi de R$ 9,87 bilhões. Na máxima intradia, o Ibovespa chegou ao recorde em 88.318 pontos.

O dia foi de ganhos nas bolsas americanas e o ambiente mais propenso à tomada de risco beneficiou a bolsa brasileira. Depois de atingir patamares tão altos, porém, a pressão por realização de lucro e a redução de exposição do investidor forçou um ritmo mais fraco no mercado.

Segundo um operador, esse tipo de dinâmica é comum em uma bolsa que já completa nove pregões seguidos de alta porque a escalada do mercado estimula a pausa no movimento dos compradores. “Mesmo com caixa disponível [para comprar], muitos aguardam uma acomodação em preços mais baixos para se reposicionarem na sequência.”

A alta do dia também foi concentrada em Petrobras PN (+1,89%) e Vale ON (+2,86%), papéis que garantiram à bolsa seguir em campo positivo. No setor de bancos, outro de grande peso e liquidez, os movimentos foram modestos: Bradesco ON cedeu 0,21% e Bradesco PN fechou estável; Itaú Unibanco caiu 0,11%.

As ações da CCR foram o destaque negativo do dia, em baixa de 10,01%, a maior do Ibovespa. O volume financeiro do papel, de R$ 599,1 milhões, foi o quarto maior e 79% superior ao pregão de sexta-feira, quando já foi forte, de R$ 334 milhões. Nota do jornal “O Globo”, na sexta, informou que o grupo foi citado na delação do empresário Adir Assad, delator na operação Lava-Jato. 

Entre as maiores altas do dia, a Magazine Luiza (+8,43%) intensificou os ganhos durante a tarde, dinâmica semelhante ao das siderúrgicas, principalmente CSN (+6,04%), Metalúrgica Gerdau (+3,51%) e Usiminas (+4,21%).

Fonte Oficial: Valor.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!