Bolsas asiáticas fecham majoritariamente em baixa, mas Tóquio amplia ganhos – Jornal do Comércio

As bolsas asiáticas fecharam majoritariamente em baixa nesta terça-feira (27), com algumas delas migrando para terreno negativo nos negócios da tarde, à medida que o apetite por ações parece perder força nos últimos dias de um mês marcado por fortes oscilações.

Investidores da região e de outras partes do mundo aguardam comentários do presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA), Jerome Powell, que fala nesta terça e na quinta-feira (1) no Congresso americano.

Entre os mercados chineses, o índice Xangai Composto recuou 1,13%, a 3.292,07 pontos, interrompendo uma sequência de seis pregões de ganhos, enquanto o menos abrangente Shenzhen Composto caiu 0,34%, a 1.808,92 pontos.

No fim de semana, o Partido Comunista chinês propôs eliminar a restrição para mandatos presidenciais, o que abriria o caminho para o presidente Xi Jinping se manter no poder indefinidamente. Em outubro do ano passado, Xi conquistou um segundo mandato de cinco anos. Seguindo o mau desempenho na China continental, o Hang Seng teve queda de 0,73%, a 31.268,66 pontos, influenciado por ações financeiras e do setor imobiliário.

Na Coreia do Sul e em Taiwan, os mercados perderam fôlego no fim do dia. Em Seul, o Kospi teve baixa marginal de 0,06%, a 2.456,14 pontos, depois de operar em alta durante praticamente todo o pregão. No fim da noite de ontem, o banco central sul-coreano decidiu manter sua taxa básica de juros em 1,5%, como se previa. Já o Taiex cedeu 0,20% na bolsa taiwanesa, a 10.815,47 pontos, após chegar a subir 0,9% mais cedo na sessão.

Contrariando o viés negativo na Ásia, o índice japonês Nikkei subiu 1,07% em Tóquio, a 22.389,86 pontos, em seu terceiro pregão consecutivo de ganhos, uma vez que o iene se enfraqueceu ante o dólar ontem e manteve-se praticamente estável durante a madrugada. Outra exceção hoje foi o filipino PSEi, que avançou 1,09% em Manila, a 8.592,38 pontos.

Na Oceania, a bolsa australiana garantiu seu quinto pregão consecutivo de alta, impulsionada por ações de grandes bancos domésticos e de mineradoras. O S&P/ASX 200 subiu 0,24% em Sydney, a 6.056,90 pontos.

Analistas preveem que Powell confirmará o intuito do Fed de continuar apertando sua política monetária de forma gradual. A dúvida é se o banco central americano elevará juros apenas três vezes em 2018, como cogitou no fim do ano passado, ou se terá espaço para um quarto aumento.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!