Oi e TIM fecham acordo para encerrar disputa por compartilhamento de redes – Jornal do Comércio

A disputa entre as operadoras Oi e TIM em torno do pagamento de aluguel pelo compartilhamento de redes de telecomunicações chegou a um entendimento, após mais de um ano de processo em andamento na Justiça.

Os presidentes da TIM, Stefano de Angelis, e da Oi, Eurico Teles, firmaram um acordo extrajudicial na segunda-feira (26) durante feira que reúne empresas de telecomunicações de vários países na cidade de Barcelona, na Espanha. A negociação pôs fim ao processo na Justiça e renovou a parceria entre as teles. Os termos do acordo e os valores que serão desembolsados, entretanto, não foram revelados.

Em comunicado divulgado, a Oi informou apenas que as empresas celebraram um memorando de entendimento que “inaugura uma importante etapa de tratativas que busca equacionar suas respectivas controvérsias e abre um novo ciclo de planejamento de compartilhamento de infraestrutura”. O comunicado acrescenta que a iniciativa “fortalece um ambiente propositivo e de colaboração industrial dentro de um contexto de concorrência saudável para o setor de telecomunicações”.

No processo que se arrastava na Justiça, a Oi reclamava de valores não pagos pela TIM relativos ao aluguel do serviço de exploração industrial de linha dedicada (EILD). Por sua vez, a TIM pleiteava descontos por causa de alegados atrasos na ativação dos sistemas. As cifras em disputa, na ocasião, giravam em torno de R$ 50 milhões a R$ 100 milhões.

O EILD é fornecido por uma prestadora de serviços de telecomunicações que detenha concessão, permissão ou autorização a outra prestadora. Nesse modelo, são oferecidos circuitos para a prestação de serviços de telecomunicações a terceiros. As empresas compartilham 6.258 sites (miniestações) de telefonia. Por conta do conflito a Oi chegou a cortar o serviço prestado à TIM em 2016, quando cerca de 30 pequenos municípios ficaram temporariamente sem sinal de internet ou chamadas de voz.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!