Bolsas de Nova Iorque fecham sem direção definida em meio a temor de guerra comercial – Jornal do Comércio

As bolsas de valores dos Estados Unidos fecharam sem direção definida nesta sexta-feira,2, em meio a temores de uma possível guerra comercial, após o presidente Donald Trump anunciar planos de impor tarifas nas importações de aço e de alumínio.

O índice Dow Jones fechou em queda de 0,29%, aos 24.538,06 pontos; o S&P 500 avançou 0,51%, para 2.691,25 pontos; e o Nasdaq subiu 1,08%, para 7.257,87 pontos. O S&P 500 e o Nasdaq inverteram perdas do começo da sessão e o Dow Jones reduziu as perdas minutos antes do fechamento. Na semana, o Dow Jones recuou 3,05%; o S&P 500 perdeu 2,04% e o Nasdaq caiu 1,08%.

Os planos de Trump derrubaram bolsas por todo o mundo e resultaram em alertas de retaliação pela Ásia, Europa e América do Norte. A bolsa de Tóquio caiu 2,5% e a de Londres registrou os piores resultados desde 2016.

“Protecionismo não é uma coisa boa, e as consequências disso podem ser significativas”, disse Michael Farr, da Farr, Miller & Washington, acrescentando que a estratégia de Trump pode impactar o crescimento global. Ele também disse que a recuperação das bolsas de Nova York nesta tarde é animadora, mas há razões para se preocupar. “Iniciar uma guerra comercial seria imprudente.”

“Ninguém ganha numa guerra comercial”, disse James Norman, da QS Investors. “O recado mais importante dos mercados nesta semana é que a incerteza aumentou”, completou.

Algumas companhias americanas, como siderúrgicas, podem se beneficiar das novas tarifas, mas seus clientes, incluindo montadoras e construtoras, devem enfrentar custos maiores de insumos, o que pode ser repassado aos consumidores, segundo analistas. Hoje, a GM perdeu 0,95%.

Empresas americanas mais orientadas para as exportações também alertaram sobre os riscos de medidas retaliatórias que podem prejudicar suas vendas. Entre as que apresentaram os piores resultados estão a Boeing, que caiu 1%.

O índice Nasdaq teve ajuda de noticiário positivo para o setor de telecomunicação. Mais cedo, lideranças do Congresso americano chegaram a um acordo para votar na semana que vem um projeto de lei que permitirá à Comissão Federal de Comunicação (FCC, na sigla em inglês) realizar leilões ainda este ano do espectro de banda larga da nova tecnologia de conectividade 5G. Com isso, a Netflix disparou 3,67%, o Facebook ganhou 0,39% e o Twitter subiu 2,36%.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!