Ibovespa fecha em alta influenciado com exterior; BRF cai quase 20% – Valor

SÃO PAULO  –  Depois de abrir o dia no campo negativo, pressionado pelas incertezas geradas pela nova fase da Operação Carne Fraca, o Ibovespa encerrou o dia em alta, influenciado pelo bom desempenho das bolsas americanas e pelos avanços nas ações da Petrobras.

O índice avançou hoje 0,3%, aos 86.023 pontos, depois de tocar a mínima de 85.053 pontos. O giro financeiro chegou a R$ 8,2 bilhões, montante inferior aos R$ 8,6 bilhões movimentados no pregão da última sexta-feira (2).

A virada do Ibovespa para o campo positivo acompanhou a recuperação das bolsas americanas, que, no início da tarde, passaram a operar no azul, influenciadas por dados do setor de serviços dos EUA em fevereiro que superaram as expectativas dos analistas. S&P 500, Dow Jones e Nasdaq fecharam com valorizações de, ao menos, 1% na sessão de hoje.

Com o otimismo no exterior, Petrobras ON (+2,85%) e Petrobras PN (+2,84%) tiveram as maiores altas do Ibovespa. Segundo analistas, os papéis refletem a maior busca por ativos de risco. Além disso, a falta de notícias negativas envolvendo a estatal faz com que os investidores tenham uma postura favorável em relação às ações.

O desempenho do Ibovespa foi limitado pelas perdas expressivas nas ações ON da BRF, que fecharam em queda de 19,75% aos R$ 24,75, reagindo às investigações deflagradas hoje pela Polícia Federal — o ex-presidente da companhia, Pedro Faria, e o ex-vice-presidente de operações, Hélio Rubens Mendes dos Santos, foram presos.

Segundo fontes, as incertezas quanto aos possíveis danos das investigações à BRF fizeram com que muitos investidores optassem por se desfazer dos papéis da empresa. A nova fase da operação Carne Fraca, que mira diretamente a BRF, ocorre num momento delicado para a companhia, que já vinha enfrentando discussões quanto à sucessão de seu conselho de administração.

Tal cenário fez com que as ações da BRF registrassem o maior volume financeiro do dia, movimentando R$ 1,2 bilhão — até o pregão de 2 de março, o giro médio diário dos papéis em 2018 era de R$ 181,7 milhões. Em sequência, aparecem as ações PN da Petrobras, com giro de R$ 1,18 bilhão.

Além da Petrobras, também apareceram ente as maiores altas do Ibovespa Itaúsa PN (+2,68%) e Kroton ON (+2,38%). Na ponta negativa, fizeram companhia à BRF os papéis ON da JBS (-5%) e Smiles ON (-3,58%).

Fonte Oficial: Valor.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!