Aumento de empresas participantes reforça atuação do Cluster da Saúde no Rio Grande do Sul – Jornal do Comércio

Dezenas de empresas participantes do Cluster da Saúde do Rio Grande do Sul reuniram-se, ontem, para tratar do andamento do projeto – uma parceria entre universidades, indústria, pesquisadores, profissionais da saúde, governo do Estado e o Medical Valley, da Alemanha.

O projeto integra as áreas da medicina e da engenharia para iniciativas voltadas à tecnologia e inovação, já tendo envolvido mais de 190 empresas (desde startups até grandes companhias) e mais de 10 universidades.

Na avaliação de Sandra Schäfer, do Departamento de Promoção Comercial e Assuntos Internacionais, da Secretaria do Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia (Sdect), um dos aspectos mais importantes da reunião foi perceber a crescente troca de informações e a adesão de novas empresas ao projeto.

“O Cluster da Saúde se consolida como referência para quem empreende em negócios voltados à tecnologia para a Saúde, com novas ideias vindas de empresas que têm um grande potencial e que oferecem produtos de alto valor agregado para diferentes estados e países”, explicou.

Durante a reunião, foi apresentado o projeto da 25ª Feira Internacional de Produtos, Equipamentos, Serviços e Tecnologia para Hospitais, Laboratórios, Farmácias, Clínicas e Consultórios, que ocorre em maio de 2018. Com o apoio do governo do Estado, 25 empresas poderão expor seus produtos em São Paulo.

Outros assuntos compartilhados no encontro realizado na sede do Badesul foram a Summit & Go Global (Medical Valley), Parques Tecnológicos do RS, além de um novo produto gerado por uma startup do Cluster.

Desde 2015, o Cluster da Saúde já envolveu mais de 500 pessoas na promoção da integração de instituições e na identificação de projetos que caracterizem a implantação de ambientes de tecnologia e inovação no Rio Grande do Sul.

 

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!