Ouro sobe ao maior nível em mais de duas semanas – Jornal do Comércio

Os contratos futuros de ouro fecharam nesta terça-feira (6) na cotação mais alta desde 16 de fevereiro, ajudados pela tendência de queda do dólar e pela tensão em torno do impasse sobre a tarifação das importações de aço e alumínio pelos Estados Unidos.

As incertezas em torno da medida protecionista sobre o setor siderúrgico, anunciada na quinta-feira pelo presidente americano, Donald Trump, direcionaram o mercado de ouro nesta sessão. Os detalhes da medida devem ser esclarecidos ainda esta semana pelo governo. Há o temor de que a tarifação desencadeie uma guerra comercial com as principais economias do planeta.

Além disso, o ouro encontrou suporte também na desvalorização do dólar. Commodities cotadas na moeda americana, como é o caso do metal amarelo, se tornam mais acessíveis para detentores de outras divisas. No final da tarde em Nova York, o índice DXY, uma medida do dólar contra outras seis divisas, caía para 89,62 pontos.

Na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), o ouro para abril teve alta de US$ 15,30 (+1,16%), a US$ 1.335,20 a onça-troy. (Com informações da Dow Jones Newswires)

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!