Petróleo fecha em leve alta, influenciado por projeções do DoE – Jornal do Comércio

Os contratos futuros de petróleo encerraram o pregão desta terça-feira (6) em leve alta, depois de oscilarem entre o terreno positivo e o negativo. A sessão foi direcionada pelo movimento do câmbio e pelas projeções mensais do Departamento de Energia (DoE, na sigla em inglês).

Na Nymex, o barril do petróleo WTI para abril subiu 0,05%, para US$ 62,60. Já o Brent para maio, negociado na Intercontinental Exchange (ICE), avançou 0,38%, para US$ 65,79.

Desde a manhã, os investidores relatavam a fraqueza dos fundamentos para o mercado de petróleo na sessão. Em dias assim, o dólar costuma ser um importante fundamento, já que direciona a demanda externa pelo barril. Quando a moeda americana cai, a cotação dos contratos lastreados nela tende a subir, já que se torna mais atrativa para investidores de fora dos EUA.

No meio da tarde, porém, o Doe divulgou o relatório mensal com as perspectivas para o setor de petróleo no curto e médio prazo, ajudando a manter o sinal de alta.

Segundo o departamento americano, o consumo médio mundial vai subir para 100,20 milhões de barris por dia (bpd) em 2018. Além disso, a agência avalia que a maioria dos indicadores fundamentais de oferta e demanda sugerem os estoques estão em declínio.

O DoE estima ainda que a produção média diária dos Estados Unidos deve passar do nível de 9,32 milhões de bpd para 10,70 milhões de bpd este ano e para 11,27 milhões de bpd em 2019.

Para esta quarta-feira, os investidores aguardam ainda a leitura de estoques semanais do DoE, que saem no começo da tarde. A expectativa de analistas ouvidos pela Dow Jones Newswires é de alta de 2,3 milhões de barris de petróleo na semana.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!