Poupança registra saque de R$ 708 milhões em fevereiro, aponta BC – Valor

BRASÍLIA  –  A caderneta de poupança marcou o segundo mês consecutivo com saques de recursos, de acordo com dados apresentados pelo Banco Central. Em fevereiro as retiradas líquidas foram de R$ 708,116 milhões, vindo de uma saída de US$ 5,201 bilhões no primeiro mês do ano. Em fevereiro do ano passado, as retiradas tinham somado R$ 1,670 bilhão. No ano, há saída de R$ 5,909 bilhões, mas em 12 meses, o saldo da caderneta é positivo em R$ 23,623 bilhões.

A perda em fevereiro foi reduzida pelo ingresso de R$ 3,497 bilhões no último dia do mês, pois até o dia 27 os saques superavam os depósitos em R$ 4,205 bilhões.

A caderneta de poupança fechou 2017 com ingresso líquido de R$ 17,126 bilhões, impulsionado pela entrada recorde de R$ 19,373 bilhões em dezembro, mês sazonalmente favorável às captações. Em 2016, a poupança encerrou com saque de R$ 40,701 bilhões, vindo de uma perda líquida de R$ 53,567 bilhões em 2015. Em 2014, a poupança tinha registrado captação de R$ 24,034 bilhões, após o recorde de R$ 71,047 bilhões de 2013.

A perda líquida do mês passado foi inferior ao rendimento de R$ 2,891 bilhões, ampliando o patrimônio total da poupança de R$ 722,363 bilhões em janeiro para R$ 724,547 bilhões. Em 2017, a poupança registrou aumento de patrimônio de R$ 59,611 bilhões, vindo de aumento em R$ 8,4 bilhões em 2016, após uma queda de R$ 6,137 bilhões em 2015.

Em dezembro, os bancos que aplicam recursos da caderneta em crédito imobiliário mostraram retirada líquida de R$ 586,217 milhões (SBPE). E as instituições que destinam os recursos para o crédito rural registram saques de R$ 121,899 milhões (SBPR).

Com a Selic abaixo de 8,5%, a caderneta de poupança paga 70% da taxa básica de juros, em substituição ao rendimento de 0,5% ao mês, mais TR.

Fonte Oficial: Valor.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!