Venda de veículos sobe 15,7% em fevereiro, diz Anfavea – Jornal do Comércio

A venda de veículos novos no Brasil cresceu 15,7% em fevereiro ante igual mês do ano passado, para 156,9 mil unidades. A soma considera automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus. O balanço foi divulgado nesta terça-feira (6) pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).

O volume registrado em fevereiro, no entanto, se comparado a janeiro, apresenta queda de 13,4%. No acumulado do ano, as vendas somam 338,1 mil unidades, alta de 19,5% em relação ao primeiro bimestre do ano passado.

Os automóveis e comerciais leves, juntos, registraram 151,9 mil emplacamentos no segundo mês de 2018. O resultado corresponde a uma alta de 14,6% em comparação a igual mês de 2017, mas baixa de 13,6% ante janeiro. O ano acumula 327,8 mil unidades, avanço de 18,6%.

Entre os pesados, as vendas de caminhões atingiram 4 mil unidades em fevereiro, crescimento de 54,6% ante igual mês do ano passado, mas baixa de 11,4% na comparação de janeiro. O bimestre registrou a venda de 8,6 mil unidades, expansão de 54,7%.

Os ônibus, por sua vez, tiveram 876 emplacamentos, alta de 103,5% em relação a fevereiro do ano passado. Na comparação com janeiro o segmento teve alta de 2,7%. O ano acumula 1,7 mil unidades vendidas, avanço de 84,4% ante o primeiro bimestre do ano passado.

As exportações em valores de veículos e máquinas agrícolas somaram US$ 1,479 bilhão em fevereiro, alta de 23,7% na comparação com fevereiro do ano passado e de 43,1% ante janeiro. No acumulado do ano, houve crescimento de 24,8% ante igual período de 2017, para US$ 2,513 bilhões.

No segundo mês do ano, foram exportadas 66,3 mil unidades de automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus, o que representa queda de 1,2% na comparação com fevereiro do ano passado, mas crescimento de 42,9% ante janeiro. No acumulado do ano, houve avanço de 7,2% ante igual período de 2017, para 112,7 mil unidades.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!