Bolsas de Nova Iorque fecham sem direção definida em meio a preocupações com aço – Jornal do Comércio

As bolsas de valores dos Estados Unidos fecharam sem direção definida nesta quarta-feira (7) mas com viés de queda, ao passo em que o declínio das ações de companhias de saúde e de energia ofuscavam ganhos observados nos setores de tecnologia e telecomunicação.

A índice Dow Jones fechou em queda de 0,33%, aos 24.801,36 pontos; o S&P 500 recuou 0,05%, para 2.726,80 pontos; e o Nasdaq subiu 0,33%, para 7.396,65 pontos.

Dow Jones e S&P caíram pressionados pelas preocupações dos investidores depois da notícia de que o presidente americano, Donald Trump, deve assinar amanhã um decreto impondo tarifas nos metais. Na semana passada, ele anunciou planos de tarifar as importações de aço em 25% e de alumínio em 10%.

O movimento deve desencadear uma guerra comercial entre os principais parceiros de Washington, e parece ter motivado a renúncia do diretor do Conselho Nacional Econômico da Casa Branca, Gary Cohn, ontem à noite.

Oito dos onze setores do S&P 500 fecharam em queda hoje. As perdas foram puxadas pelos setores de construção e energia. Os estoques e a produção de petróleo bruto nos Estados Unidos avançaram na semana passada, acima das estimativas do mercado.

Como resultado, o setor de energia recuou 0,83% pressionado pelos papéis das petroleiras. A ExxonMobil viu seus papéis caírem 2,52%.

No verde, a Alphabet, dona do Google subiu 1,33%; a Amazon ganhou 0,48%; a AT&T subiu 0,11% e UnitedHealth ganhou 0,48%.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!