Casa Branca irá avançar com tarifas à importação de aço e alumínio – Jornal do Comércio

Durante entrevista à rede Fox Business, Mnuchin afirmou que o governo tem ideias sobre o processo que executará para impor essas tarifas. Segundo ele, podem ser anunciadas ainda algumas isenções. Durante a entrevista, Mnuchin comentou o caso do Canadá e do México, que renegociam o Tratado Norte-Americano de Livre Comércio (Nafta, na sigla em inglês) com os EUA. O secretário disse que, caso essa renegociação seja um sucesso, os dois países poderiam ser isentos da nova tarifa.

“A prioridade do presidente é crescimento econômico”, enfatizou Mnuchin. Ele disse que as tarifas devem ser vistas nesse contexto, após o governo Trump fazer uma reforma tributária. “O presidente não poderia estar mais focado no crescimento, esse é o foco principal”, garantiu. Ele afirmou que os EUA serão “cuidadosos” ante o risco de perdas de empregos com as tarifas e que também agirá de modo a não prejudicar o crescimento econômico.

Mnuchin comentou o anúncio da saída do assessor econômico, Gary Cohn e elogiou o trabalho do colega. “Mas nós temos uma equipe econômica excelente aqui e continuaremos a avançar na estratégia do presidente.” Ele ainda citou o caso específico da China, fonte de críticas de Trump de tempos em tempos por supostamente desequilibrar as relações comerciais com os EUA. “Estamos decididos a garantir comércio recíproco com a China”, afirmou Mnuchin.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!