Decreto altera distribuição de participações governamentais e royalties de petróleo – Jornal do Comércio

O presidente Michel Temer editou o Decreto 9.302/2018, que altera norma anterior sobre os critérios para cálculo e cobrança das participações governamentais e royalties referentes às atividades de exploração, desenvolvimento e produção de petróleo e gás natural.

O texto, que está publicado na edição desta quarta-feira (7) do Diário Oficial da União (DOU), detalha como se dará a distribuição desses recursos aos beneficiários, incluindo Estados e municípios.

Segundo o decreto, a classificação das receitas arrecadadas será realizada pelo Ministério da Fazenda, por intermédio da Secretaria do Tesouro Nacional, obedecidas as destinações legais, e a execução dessa despesa orçamentária, que compreende empenho, liquidação e pagamento, será realizada sob supervisão do Ministério de Minas e Energia. A Agência Nacional do Petróleo (ANP) é o órgão compete para fazer o cálculo e a apuração dos valores devidos a cada beneficiário.

O decreto também reafirma dispositivo da norma anterior para que, nos casos dos Estados e municípios, os valores sejam creditados em contas específicas de titularidade do entes no Banco do Brasil, “observadas as deduções de natureza legal, tributária ou contratual”.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!