Ri Happy busca IPO de até R$ 1,3 bilhão neste mês – Jornal do Comércio

A varejista de brinquedos Ri Happy, do fundo de private equity norte-americano Carlyle, espera que sua oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) alcance até R$ 1,3 bilhão. Esse valor considera a colocação de todos os lotes de ações e o preço no teto do intervalo estimado, que vai de R$ 20,30 a R$ 26,30.

Considerando apenas o lote principal e o preço da ação no centro da faixa indicativa, a abertura pode movimentar R$ 860 milhões. Desse lote, 60% corresponde à oferta primária, ou seja, de recursos que irão para o caixa da empresa. O restante, referente à emissão secundária, serão ações vendidas pelo Carlyle. O lote adicional de 20% do principal, se houver demanda, será de ações detidas hoje pelo fundo.

Esse será o primeiro IPO na bolsa brasileira em 2018. A empresa de meios de pagamento Pagseguro, que abriu capital em janeiro, realizou sua oferta apenas na bolsa de Nova York. Já no mês passado a Blau Farmacêutica, que faria seu IPO da B3, suspendeu seus planos após não encontrar demanda juntos aos investidores.

O montante da oferta que será direcionado à Ri Happy será utilizado para a expansão e investimentos em lojas, assim como projetos estratégicos e reforço do balanço e melhoria de capital.

Conforme o cronograma da oferta, as reuniões com investidores vão até o dia 27 de março, quando está marcada a precificação da ação. A listagem ocorrerá no Novo Mercado, segmento de maiores exigências de governança corporativa da B3, sob o código “RHPY3”. As ações estão programadas para estrearem na bolsa no dia 29 deste mês.

Depois da Ri Happy, a fila de empresas para abrirem capital na bolsa brasileira é extenso para abril, com ofertas bilionárias como as da operadoras de planos de saúde HapVida e Notredame Intermédica. Ainda com pedido de registro na Comissão de Valores Mobiliários (CVM) estão a Centauro, Dass, Banco Inter e JHSF Malls. Apenas no mês as ofertas podem superar os R$ 10 bilhões, isso sem considerar as ofertas subsequentes (follow ons). No ano passado as ofertas de ações no Brasil atingiram um volume de R$ 42 bilhões.

Na oferta da Ri Happy coordenam o IPO BTG Pactual (líder), Credit Suisse, Itaú BBA, Bradesco BBI, Goldman Sachs e BB Investimentos.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!