Ações da BRF sobem 4,2% após dois dias de queda – Jornal do Comércio

Depois de dois dias em queda, as ações da BRF fecharam em alta ontem na Bolsa. Os papéis ordinários subiram 4,23%, para R$ 25,16. A BRF é o principal alvo da Operação Trapaça, deflagrada no início da semana pela Polícia Federal. O ex-presidente global da companhia, Pedro de Andrade Faria, foi preso e a empresa chegou a perder R$ 5 bilhões de valor de mercado somente na segunda-feira (5).

Em meio às denúncias, a agência de classificação de risco Moody’s rebaixou o rating da BRF de Ba1 para Ba2, e manteve a perspectiva negativa para a nota. A agência justificou a decisão com a fragilidade no perfil de crédito da companhia, e a expectativa de que o nível de alavancagem continuará alto pelos próximos trimestres. A companhia, que vem de dois anos seguidos de resultados negativos, deve votar no dia 26 de abril pela mudança no conselho de administração. 

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!