Dólar avança com cautela sobre EUA, após queda pontual com fluxo comercial – Jornal do Comércio

O dólar se enfraqueceu pontualmente na manhã desta quinta-feira (8), após iniciar a sessão em alta ante o real. A queda pontual decorreu de ingresso de fluxo comercial derivado de exportações de soja e frango, enquanto a abertura em alta precifica a valorização da moeda americana no exterior ante divisas principais e ligadas a commodities, diz o diretor da corretora Correparti Jefferson Rugik.

Lá fora, investidores buscam proteção em meio à espera do anúncio oficial, possivelmente na tarde desta quinta, das tarifas sobre importação de aço e alumínio pelos Estados Unidos. A perspectiva é de que a cobrança tenha início em 15 a 30 dias após a confirmação da medida protecionista, que poderá causar uma guerra comercial. “O exportador vendeu perto dos R$ 3,250, mas nada muito significativo ainda, por isso, o dólar voltou a exibir viés de alta há pouco no mercado à vista”, observou o profissional.

Às 9h48min desta quinta-feira, o dólar à vista estava em alta de 0,20%, aos 3,2450. O ajuste reverte a queda até uma mínima pontual, aos R$ 3,2431 (-0,01%), registrada após a máxima de R$ 3,2510 (+0,23%) registrada depois da abertura da sessão.

No mercado futuro, o dólar para abril ganhava 0,15% neste mesmo horário, aos R$ 3,2565. Esse contrato bateu mínima pontual aos R$ 3,250 (-0,06%), na sequência da alta até a máxima de R$ 3,2585 (+0,20%).

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!