Dólar recua ante rivais em meio a preocupações com possível guerra comercial – Jornal do Comércio

O dólar recuou ante moedas rivais nesta quarta-feira (7) mas avançou na comparação com o peso mexicano e o dólar canadense, em meio a preocupações contínuas com o impacto da tarifação das importações de metais anunciada prelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

No fim da tarde em Nova Iorque, o dólar caía a 106,14 ienes, de 106,17 ienes na tarde de ontem; o euro subia a US$ 1,2412, de US$ 1,2407; e a libra avançava a US$ 1,3904, de US$ 1,3888.

A divisa americana vem sendo pressionada por temores de que a tarifação das importações de aço em 25% e das de alumínio em 10%, nos EUA, desencadeie uma guerra comercial.

Hoje, o governo Trump confirmou que o presidente deve assinar um decreto amanhã sobre o assunto. O dólar avançou na comparação com a moeda canadense e com o peso mexicano após o Banco do Canadá citar as preocupações com o comércio internacional como uma fonte de incerteza para a economia.

Citando preocupações com a segurança nacional, a porta-voz da Casa Branca, Sarah Huckabee Sanders, disse que, em meio às negociações de revisão de Acordo de Livre Comércio da América do Norte (Nafta), Canadá, México e “outros países”, podem ser isentos das tarifas. Mesmo assim, o dólar subiu para 1,2409 dólares canadenses e para 18,7245 pesos mexicanos.

Na Chicago Mercantile Exchange (CME), o contrato da bitcoin para março fechou em queda de 8,07%, a US$ 9.790,00. (Com informações da Dow Jones Newswires)

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!