Juros estão praticamente estáveis antes do IPCA e do dado de emprego dos EUA – Jornal do Comércio

Os juros futuros operam praticamente estáveis nesta quinta-feira (8) diante do compasso de espera pela divulgação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de fevereiro e do relatório de emprego dos Estados Unidos, o payroll, ambos na sexta-feira (9). 

O pano de fundo dos negócios continua sendo a chance de mais corte da Selic este mês, de 0,25 ponto porcentual, para 6,50% e até uma sinalização de redução em maio. Há expectativas ainda pelo anúncio oficial da taxação das importações do aço e alumínio pelos Estados Unidos, possivelmente nesta quinta à tarde.

Pouco antes do fechamento deste texto, o presidente dos EUA, Donald Trump, sugeriu no Twitter que uma reunião das 17h30min (de Brasília) discutirá tarifas. A perspectiva é de que a cobrança de sobretaxas tenha início em 15 a 30 dias, após sua confirmação. Nesta quinta (8), o Tesouro faz leilões de Letras do Tesouro Nacional (LTN) e Notas do Tesouro Nacional – Série F (NTN-F), às 11 horas. Essa operação costuma atrair ingressos de fluxo financeiro de estrangeiros.

Às 9h50min, o contrato de DI para janeiro de 2020 estava a 7,35%, ante 7,36% do ajuste de quarta. Já o contrato de DI mais negociado, para janeiro de 2021, estava em 8,270%, ante 8,280% no ajuste de quarta.

Mais cedo foi divulgado que a inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor – Semanal (IPC-S), da Fundação Getulio Vargas (FGV) desacelerou para 0,13% na primeira quadrissemana de março. O resultado ficou 0,04 ponto porcentual abaixo do registrado na leitura imediatamente anterior, quando o indicador apresentou variação de 0,17%.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!