NY: Bolsas fecham em alta com medidas mais flexíveis em relação ao aço – Valor

SÃO PAULO  –  As bolsas de Nova York fecharam em alta nesta quinta-feira (8) com a flexibilização das medidas finais de sobretaxação nas importações de aço e alumínio nos Estados Unidos — as primeiras declarações do presidente americano, Donald Trump, sobre a questão apontavam para uma forte guinada protecionista e derrubaram os mercados nas últimas sessões. Porém, nesta quinta, o Dow Jones encerrou em alta de 0,38%, aos 24.895,21 pontos, o S&P 500 subiu 0,45%, aos 2.738,97 pontos, e o Nasdaq avançou 0,42%, aos 7.427,94 pontos.

Apesar de certo alívio com Trump, as ações das companhias siderúrgicas e produtoras de alumínio não escaparam de uma forte queda na sessão de hoje. A promulgação das sobretaxas foi realizada com o mercado americano ainda aberto. 

A U.S. Steel caiu 2,9%, a AK Steel recuou 4% e a Nucor perdeu 2,7%. Já a Century Aluminum teve forte baixa de 7,5%.

Ainda no noticiário corporativo, a seguradora de saúde Cigna caiu 11% depois de informar planos de comprar a Express Scripts por mais de US$ 50 bilhões.

Já a Kroger — uma das maiores redes de supermercados nos EUA — recuou 3,2% ao alertar que seu lucro vai cair por causa dos investimentos na expansão da plataforma de e-commerce, em tentativa de concorrer com Walmart e Amazon.com.

Os investidores aguardam, agora, os dados do mercado de trabalho americano — o chamado “payroll” –, que serão divulgados nesta sexta (9), para tentar buscar visualizar sinais de aceleração ou não da inflação dos EUA. Em fevereiro, a alta de 2,9% nos ganhos salariais disparou uma forte correção nas bolsas americanas e, consequentemente, nas globais.

Fonte Oficial: Valor.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!