Petróleo cai novamente, pressionado por dados do setor nos EUA e dólar forte – Jornal do Comércio

Os contratos futuros do petróleo fecharam em queda novamente, ainda sob efeito do aumento dos estoques dos Estados Unidos, na semana passada. A commodity ainda foi influenciada pelo avanço do dólar e pelo declínio dos preços de gasolina nesta quinta-feira (8).

Na Nymex, em Nova Iorque, o petróleo WTI para abril fechou em queda de US$ 1,03 (-1,68%), a US$ 60,12 por barril. Já na ICE, em Londres, o Brent para maio caiu US$ 0,73 (-1,13%), a US$ 63,61 por barril.

Os movimentos de hoje estendem a forte queda observada ontem, após o Departamento de Energia dos EUA (DoE, na sigla em inglês) ter informado que os estoques de petróleo no país subiram em 2,4 milhões de barris na semana passada, enquanto a produção registrava um novo recorde.

Os números renovaram os temores do mercado de que o aumento das atividades do setor nos EUA acabe por invalidar os esforços de outros países para reduzir a oferta a fim de equilibrar o mercado e elevar os preços”.

“Os altos níveis de produtividade não deixa dúvidas sobre a robustez da produção americana de petróleo, então a resposta do mercado é compreensível”, disse Carsten Fritsch, do Commerzbank.

Além disso, os preços de gasolina nos EUA caíram hoje, influenciando o mercado de petróleo. Ao mesmo tempo, o dólar avançou na comparação com rivais, encarecendo os contratos, que perderam apelo diante de investidores de outros países. (Com informações da Dow Jones Newswires)

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!