Inflação de serviços acelera e fica em 0,74% em fevereiro, diz IBGE – Jornal do Comércio

A inflação de serviços acelerou de 0,16% em janeiro para 0,74% em fevereiro, pressionada pelos reajustes nas mensalidades escolares realizados no início do ano letivo, segundo os dados do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Apesar do avanço, a taxa acumulada pela inflação de serviços em 12 meses desceu de 4,30% em janeiro para 4,20% em fevereiro, o patamar mais baixo da série histórica iniciada em dezembro de 2012.

“A população com rendimento comprometido acaba colocando o orçamento em prioridades, os serviços acabam ficando para depois. Posso não ir ao cabeleireiro, fazer a unha em casa em vez de ir ao salão, por exemplo. Então você acaba trocando esses gastos para preservar a renda”, justificou Fernando Gonçalves, gerente na Coordenação de Índices de Preços do IBGE.

Já a inflação de bens e serviços monitorados pelo governo saiu de 0,20% em janeiro para 0,55% em fevereiro. Os aumentos na gasolina (0,85%) e no ônibus urbano (1,90%) pressionaram a taxa, enquanto a tarifa de energia elétrica deu nova trégua (-0,18%). O gás de botijão subiu 0,65% em fevereiro, o gás encanado aumentou 1,01%.

A taxa acumulada pela inflação de monitorados em 12 meses passou 7,35% em janeiro para 7,32% em fevereiro.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!