Gasolina do Rio Grande do Sul é a 6ª mais cara do País – Jornal do Comércio

O preço médio da gasolina no Rio Grande do Sul é o sexto maior do país, de acordo com a pesquisa semanal da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) divulgado nesta segunda-feira (12). Conforme o levantamento, o litro do combustível custa, em média, R$ 4,333 nos postos gaúchos, R$ 0,144 a mais do que a média nacional, que é de R$ 4,189.

Ao todo, foram pesquisados 364 postos em 36 municípios do Rio Grande do Sul durante a última semana, entre os dias 4 a 10 de março.

Na frente do Estado gaúcho, estão o Acre (R$ 4,797 o litro), Rio de Janeiro (R$ 4,687), Minas Gerais (R$ 4,433), Goiás (R$ 4,407) e Tocantins (R$ 4,407).

Durante últimas quatro semanas, porém, o preço da gasolina caiu no Estado. O litro do combustível passou de R$ 4,363 para os atuais R$ 4,333. A redução foi menor do que a média do País, que registrou queda de R$ 4,226 para R$ R$ 4,189. Ao todo, a gasolina vendida no Brasil recuou em 16 estados e no Distrito Federal na semana passada, enquanto outros dez registraram alta no preço médio.

Bagé tem a gasolina mais cara do RS

 

Dentre as 36 cidades gaúchas pesquisadas, Porto Alegre está no 22º lugar, com média de R$ 4,352 nos 39 postos verificados pela ANP – R$ 0,02 a mais do que a média estadual. O município de Bagé, no Sul do Estado, apresenta o maior custo médio do combustível, com R$ 4,828, seguido por Alegrete (R$ 4,678), Uruguaiana (R$ 4,655), São Gabriel (R$ 4,600) e Santana do Livramento (R$ 4,590).

Na outra ponta do ranking, Caxias do Sul apresentou o menor custo da gasolina no Rio Grande do Sul, com média de R$ 4,025. Sapucaia do Sul (R$ 4,088), Sapiranga (R$ 4,091), Novo Hamburgo (R$ 4,136) e Rio Grande (R$ 4,136) completam o rol de cidades onde o preço do combustível é mais barato no Estado.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!