Bolsas de Nova Iorque caem em meio a temores renovados sobre política protecionista – Jornal do Comércio

As bolsas de valores dos Estados Unidos fecharam novamente em queda nesta quarta-feira (14), pressionadas pelo mau desempenho dos setores industrial e de materiais, em meio a temores renovados com a política protecionista do país e seus efeitos no comércio global.

O índice Dow Jones fechou em queda de 1,00%, aos 24.758,12 pontos; o S&P 500 recuou 0,57%, para 2.749,48 pontos; e o Nasdaq caiu 0,19%, para 7.496,81 pontos.

As ações já haviam sido pressionadas no começo do mês após o presidente Donald Trump anunciar planos de tarifar as importações de aço e alumínio, que poderiam afetar certos setores da indústria que usam essas matérias-primas. Alguns investidores ainda estão preocupados com a possibilidade de retaliação por parte de parceiros comerciais dos americanos.

Enquanto a Casa Branca parecia dar sinais de recuo de sua postura inicial sobre o comércio na semana passada, ajudando as ações a se recuperarem um pouco, o mercado acionário e de ações voltou a ser pressionado hoje, após o Departamento do Comércio sinalizar que poucas isenções de produtos a serem tarifados seriam oferecidas.

Além disso, a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, disse que a União Europeia precisa responder com uma só voz às tarifas dos americanos e não deve ter medo de impor suas próprias medidas, se necessário.

Hoje, a fabricante de aeronaves Boeing, que deve ser duramente afetada pelas tarifas de Trump, recuou 2,5%. O setor de Materiais do S&P 500 recuou 1,3%. O setor industrial fechou em queda de 1,1%.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!