Petróleo ensaia recuperação, após perdas recentes, à espera do DoE e da Opep – Jornal do Comércio

Os contratos futuros de petróleo operam em baixa nesta manhã de quarta-feira (14), ensaiando uma recuperação após acumularem perdas nas duas sessões anteriores, à espera de novos dados sobre os estoques e produção dos EUA e do último relatório da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) sobre o mercado da commodity.

Às 8h31min (de Brasília), o barril do Brent para maio subia 0,67% na IntercontinentalExchange (ICE), a US$ 65,07, enquanto o do WTI para abril avançava 0,86% na New York Mercantile Exchange (Nymex), a US$ 61,23.

No fim da tarde de terça-feira (13), a associação de refinarias conhecida como American Petroleum Institute (API) estimou que o volume de petróleo bruto estocado nos EUA cresceu 1,2 milhão de barris na última semana. Por outro lado, o API também apontou reduções nos estoques de gasolina, de 1,3 milhão, e de destilados, de 4,3 milhões.

A expectativa agora é para o levantamento oficial, do Departamento de Energia (DoE, na sigla em inglês) norte-americano, que será divulgado às 11h30min (de Brasília) e inclui também números sobre a crescente produção dos EUA, que vem atingindo recordes nos últimos tempos.

A previsão é de que o DoE mostrará aumento de 2,5 milhões de barris nos estoques de petróleo bruto da semana encerrada no último dia 9. Antes do DoE, porém, a Opep irá publicar seu relatório mensal sobre o mercado de petróleo, às 9h50min (de Brasília).

Até dezembro, a Opep e dez países que não integram o cartel, incluindo a Rússia, estão comprometidos a reduzir sua produção conjunta em 1,8 milhão de barris por dia, dando continuidade a uma estratégia que começou no início do ano passado. 

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!