Taxas de juros de curto e médio prazos sobem com exterior – Jornal do Comércio

Os juros futuros de curto e médio prazos mostram viés de alta nesta quarta-feira (14) em meio a ajustes, mas seguem precificando mais um corte de 0,25 ponto da taxa Selic, na próxima semana. Estão no radar as incertezas políticas nos Estados Unidos e um viés de alta dos juros dos Treasuries de curto e médio. As taxas futuras mais longas seguem nos mesmos níveis dos ajustes anteriores.

Nos Estados Unidos, mais cedo, foi divulgado que as vendas no varejo caíram 0,1% em fevereiro ante janeiro, contrariando a previsão de alta de 0,3%. O índice de inflação ao produtor (PPI) subiu 0,2% em fevereiro ante janeiro, acima da previsão de +0,1%. Já o núcleo do PPI subiu 0,2% em fevereiro ante janeiro, como previsto.

Os dados reforçam a percepção de gradualismo nos juros pelo Federal Reserve (Fed, o banco central americano), e, por isso, ajudam a enfraquecer o dólar no exterior e ante o real, disse o operador de uma corretora. Com a agenda econômica local mais fraca, estão no radar o relatório mensal sobre petróleo da Opep (9h50min) e os estoques de petróleo bruto do Departamento de Energia dos EUA (DOE) (11h30min).

No mercado doméstico, será monitorado o 13º Fórum Econômico Mundial da América Latina, em São Paulo, que terá a participação de potenciais presidenciáveis, como o governador Geraldo Alckmin e o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles (15h30min); e o presidente do BNDES, Paulo Rabello de Castro (15h30min).

Às 9h38min desta quarta-feira (14), o contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) com vencimento em janeiro de 2019 estava em 6,490%, de 6,459% no ajuste de terça (13). O DI para janeiro de 2020 tinha taxa de 7,32%, na máxima, ante 7,29% do ajuste da véspera. O DI para janeiro de 2021 estava a 8,20%, de 8,19% no ajuste anterior. E o DI para janeiro de 2023 seguia em 9,10%, igual ao ajuste de terça (13).

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!