CCX e MMX: questionamentos internos não esclarecem oscilações atípicas – Valor

SÃO PAULO  –  As MMX Mineração e Metálicos e a CCX Carvão da Colômbia divulgaram comunicados na noite desta quarta-feira nos quais afirmam ter averiguado internamente o motivo das recentes oscilações nos valores de suas ações, sem terem obtido respostas que esclareçam o movimento que vem suscitando questionamentos da Comissão de Valores Mobiliários.

As companhias do “Grupo X” alegam em seus documentos que questionaram “novamente as pessoas com potencial acesso a matérias que possam constituir atos ou fatos relevantes, com o objetivo de averiguar se estas têm conhecimento de informações que deveriam ser divulgadas ao mercado, sem que nenhuma resposta positiva tenha sido recebida”.

Ambas reafirmaram que não têm “conhecimento de qualquer ato ou fato relevante que poderia dar ensejo às oscilações atípicas das cotações das ações” na B3.

Desde a semana passada, as empresas vêm respondendo à CVM sobre as oscilações, que estão levando os papéis a ganhos consecutivos nos pregões da B3. As ações da CCX chegaram a valorizar 250% ao longo da semana passada. A MMX, que também teve altas seguidas em seus papéis, está em recuperação judicial.

Seguem as íntegras dos comunicados:

” MMX  – Em recuperação judicial

Comunicado ao mercado – oscilação atípica

Rio de Janeiro, 14 de março de 2018 – A MMX MINERAÇÃO E METÁLICOS S.A. – EM RECUPERAÇÃO JUDICIAL (“Companhia” ou “MMX”), em atendimento ao artigo 157, parágrafo 4º da Lei nº 6.404/76, na forma da Instrução da Comissão de Valores Mobiliários (“CVM”) nº 358/02, informa aos seus acionistas e ao mercado em geral que:

1. A Companhia constatou espontaneamente, na data de hoje (i.e., 14 de março de 2018), a ocorrência de oscilações atípicas de volume negociado e preço das Ações de emissão da Companhia (BM&FBovespa: MMXM3) (“Ações”) e dos Títulos Perpétuos de Remuneração Variável Baseada em Royalties (BM&FBovespa: MMXM11) (“Títulos MMXM11”) no pregão de hoje da B3 – Brasil, Bolsa, Balcão (“B3”).

2. A Companhia esclarece que, em seu entendimento, tal oscilação é atípica quanto ao volume e preço de cotação das Ações e dos Títulos MMXM11 negociados, se comparada à média dos últimos 30 (trinta) pregões da BM&FBOVESPA. Em relação ao preço das Ações, a cotação fechou em baixa de 17,31% (dezessete vírgula trinta e um por cento) comparado ao preço de cotação do último fechamento. Além disso, variação intraday do preço de cotação das Ações foi de 27,94% (vinte e sete vírgula noventa e quatro por cento).

3. Em relação aos Títulos MMXM11, o preço de cotação fechou em baixa de 41,42% (quarenta e um vírgula quarenta e dois por cento) e a variação intraday do preço de cotação foi de 78,57% (setenta e oito por cento e cinquenta e sete por cento).

4. A este respeito, Companhia esclarece que, em atendimento ao parágrafo único do artigo 4º da Instrução CVM nº 358/02, inquiriu novamente as pessoas com potencial acesso a matérias que possam constituir atos ou fatos relevantes, com o objetivo de averiguar se estas têm conhecimento de informações que deveriam ser divulgadas ao mercado, sem que nenhuma resposta positiva tenha sido recebida.

5. Deste modo, a Companhia informa que não tem conhecimento de qualquer ato ou fato relevante que poderia dar ensejo às oscilações atípicas das cotações das Ações e dos Títulos MMXM11 verificadas no pregão da B3 da data de hoje.

6. Por fim, a Companhia reitera que constatou tais oscilações atípicas espontaneamente, não tendo recebido qualquer tipo de comunicação da CVM a esse respeito.

7. A Companhia manterá os seus acionistas e o mercado em geral informados sobre eventos que possam influenciar a cotação dos seus valores mobiliários ou a decisão dos investidores de comprar, vender, manter ou exercer quaisquer direitos inerentes à condição de titular de valores mobiliários emitidos pela Companhia ou a eles referenciados, nos termos dos artigos 2º e 3º da Instrução CVM nº 358/02.

MMX Mineração e Metálicos S.A. – em Recuperação Judicial

Pedro de Moraes Borba

Diretor Presidente e de Relações com Investidores”

” CCX 

Comunicado ao mercado – oscilação atípica

Rio de Janeiro, 14 de março de 2018 – A CCX CARVÃO DA COLÔMBIA S.A. (“Companhia” ou “CCX”) em atendimento ao artigo 157, parágrafo 4º, da Lei nº 6.404/76, na forma da Instrução da Comissão de Valores Mobiliários (“CVM”) nº 358/02, e em referência aos Comunicados ao Mercado divulgados pela Companhia em 7, 8, 9 e 13 de março de 2018, informa aos seus acionistas e ao mercado em geral que:

1. A Companhia espontaneamente constatou na data de hoje (i.e., 14 de março de 2017), a ocorrência de oscilações atípicas no volume e no preço de cotação das ações ordinárias de sua emissão (BM&FBovespa: CCXC3).

2. A Companhia esclarece que, em seu entendimento, tal oscilação é atípica quanto à variação do volume e valor de cotação das ações ordinárias negociadas, se comparada à média dos últimos 60 (sessenta) pregões da BM&FBOVESPA.

3. Com efeito, a cotação do preço das ações ordinárias de emissão da Companhia apresentou variação intraday de aproximadamente 35.08% (trinta ponto setenta e um por cento) e variação negativa de 26.09% (vinte e seis ponto nove por cento) em relação ao preço de fechamento do último pregão.

4. A Companhia informa que, em atendimento ao parágrafo único do art. 4º da Instrução CVM nº 358/02, inquiriu novamente na data de hoje as pessoas com potencial acesso a matérias que possam constituir atos ou fatos relevantes, com o objetivo de averiguar se estas têm conhecimento de informações adicionais que deveriam ser divulgadas ao mercado, sem que nenhuma resposta positiva tenha sido recebida.

5. Sendo assim, a Companhia reitera que não tem conhecimento acerca de qualquer ato ou fato que possa ter ensejado as oscilações atípicas verificadas no volume e preço de cotação das ações de emissão da Companhia.

6. A Companhia manterá os seus acionistas e o mercado em geral informados sobre eventos que possam influenciar a cotação dos seus valores mobiliários ou a decisão dos investidores de comprar, vender, manter ou exercer quaisquer direitos inerentes à condição de titular de valores mobiliários emitidos pela Companhia ou a eles referenciados, nos termos da Instrução CVM nº 358/02.

CCX Carvão da Colômbia S.A.

Pedro de Moraes Borba

Diretor Presidente e Diretor de Relações com Investidores”

Fonte Oficial: Valor.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!