CVM multa acusados de nova forma de manipulação – Jornal do Comércio

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) decidiu o primeiro processo no País envolvendo um novo tipo de manipulação de mercado conhecido como “spoofing”. Dois acusados foram condenados a multa de R$ 2,39 milhões. A prática consiste em enviar ordens de compra ou de venda de ações em volumes expressivos para atrair interessados para o negócio e influenciar os preços. As ordens são retiradas antes da conclusão das operações.

Em julgamento no dia 9, a CVM condenou a empresa Paiffer Management e seu sócio Joaquim Paiffer, que pretendem recorrer. A multa de R$ 2,39 milhões equivale ao dobro dos ganhos auferidos com a operação, segundo cálculos da autarquia, com compra e venda de contratos futuros de dólar e de índice Ibovespa, além de opções de ações da Vale e da Petrobras.

No dia 6 de novembro de 2013, por exemplo, a Paiferr emitiu oferta de compra de 50 mil opções de ações da Vale. Imediatamente, registrou oferta de venda de 2 milhões de opções, levando o mercado a reagir e reduzir os preços do papel, diante da pressão vendedora.

Segundo as investigações, a Paiffer executou operações com o mesmo padrão milhares de vezes, com 97,27% de taxa de cancelamento da oferta após quatro segundos. É uma prática que ganhou força com a disseminação do uso de robôs para disparar ordens de compra e venda de papéis em grandes quantidades.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!