NY: Bolsas fecham sem direção única com cautela sobre guerra comercial – Valor

SÃO PAULO  –  As bolsas de Nova York fecharam sem direção única nesta quinta-feira (15) com o clima de cautela gerado pelas ameaças de guerra comercial apagando a abertura positiva dos índices americanos. A ofensiva protecionista do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, continua a limitar a retomada de fôlego nos mercados americanos. Os investidores, agora, avaliam as medidas em estudo pela administração republicana para reduzir em US$ 100 bilhões o déficit comercial com a China.

O Dow Jones conseguiu quebrar uma sequência de três baixas e subiu 0,5%, aos 24.873,66 pontos, com suporte das ações de Goldman Sachs e McDonald’s e trégua da Boeing, que caiu, mas apenas 0,08%. Porém o índice das blue chips ficou longe da máxima intradia, de 25.053,87 pontos. Já S&P 500 e o Nasdaq voltaram a cair, com baixas de 0,1% (2.747,33 pontos) e de 0,20% (7.481,74 pontos), respectivamente.

O S&P 500 completou quatro sessões em baixa, algo que não acontecia desde dezembro. O setor industrial, duramente afetado nas últimas sessões, conseguiu leve recuperação de 0,32%. Os papéis de tecnologia também apresentaram leve alta nesta quinta. Mas essa resistência acabou ofuscada por baixas nos segmentos de matérias-primas e de consumo – com destaque para Mattel (-2,4%) e Hasbro (-0.4%).

As companhias de energia também foram penalizadas por uma mudança de regra tributária, que eliminou vantagens no pagamento de impostos para algumas operadoras de oleodutos interestaduais.

Fonte Oficial: Valor.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!