Agricultura suspende temporariamente venda de carne de frango à União Europeia |

Frangos

A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) destaca que o setor gera 4,1 milhões de empregos diretos e indireto no país  Arquivo/Agência Brasil

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento anunciou hoje (16) a suspensão temporária das exportações de carne de frango da empresa BRF para a União Europeia. A medida atinge três plantas frigoríficas de Santa Catarina, localizadas nos municípios de Concórdia, Chapecó e Capinzal, que ficam impedidas de vender para o bloco europeu.

A medida é preventiva e temporária, enquanto o país presta esclarecimentos sobre as denúncias da terceira fase da Operação Carne Fraca, informou o ministério. “Na próxima semana, técnicos do Ministério da Agricultura irão até Bruxelas para reunião com autoridades sanitárias da União Europeia. A expectativa é que, após o encontro, a medida seja reavaliada”, diz nota divulgada pela pasta.

Santa Catarina é o segundo maior produtor de aves do Brasil. No ano passado, a produção, cuja maior parte é destinada ao mercado externo, ficou em 2,1 milhões de toneladas. Segundo a nota, a carne de frango produzida e embarcada antes de 16 de março pode ser comercializada na Europa e consumida sem restrições.

A União Europeia é um importante mercado para a avicultura catarinense e respondeu, no ano passado, por 15,2% das exportações de carne de frango. No último ano, 147,8 mil toneladas do produto foram destinadas aos países do bloco europeu, gerando faturamento de US$ 364, 9 milhões.

Em nota, a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), que representa a avicultura e a suinocultura no país, manifesta confiança em uma “efetiva e imediata solução”, pelo Ministério da Agricultura, para que se retomem as exportações. A nota destaca que o setor gera 4,1 milhões de empregos diretos e indireto no país, dos quais 100 mil ligados à BRF. Segundo a associação, a avicultura também contribuiu para o saldo positivo da balança comercial em mais de US$ 7 bilhões em divisas.

A associação destaca ainda que a parceria “de longa data” com a União Europeia, para cujos países exportou mais de 5 milhões de toneladas de carne de frango nos últimos 10 anos. “Nunca houve qualquer registro de problemas de saúde pública relacionados à carne brasileira. Não há, portanto, motivos concretos para impor embargos a qualquer empresa de nosso setor, especialmente tratando de fatos passados e que já foram corrigidos”, afirma a nota.

Operação Carne Fraca

Deflagrada há um ano, pela Polícia Federal (PF), a Operação Carne Fraca investiga denúncias de fraudes cometidas por fiscais agropecuários federais e empresários ligados às empresas JBS e BRF. No dia 5 deste mês, na terceira etapa da Carne Fraca, que recebeu o nome de Operação Trapaça, a PF cumpriu 91 ordens judiciais em cinco estados: Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Goiás e São Paulo, As ações culminaram na prisão temporária do ex-presidente da BRF Pedro de Andrade Faria e do ex-diretor e vice-presidente Hélio Rubens Mendes dos Santos Júnior.

Edição: Nádia Franco

Fonte Oficial: EBC.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!