Dólar avança ante o euro influenciado por emissão de dívida nos EUA – Jornal do Comércio

O dólar subiu na comparação com algumas de suas principais rivais nesta sexta-feira (16) ao passo em que o aumento dos juros dos Treasuries e da emissão de dívida do governo dos Estados Unidos dava apoio à moeda.

No fim da tarde em Nova Iorque, o dólar recuava a 106,08 ienes, de 106,23 ienes na tarde de ontem; o euro recuava a US$ 1,2290, de US$ 1,2308; e a libra caía a 1,3938, de US$ 1,3941.

A demanda por dólares foi impulsionada por um aumento da emissão de notas do Tesouro americano, que absorveram dólares de detentores estrangeiros. A demanda pela divisa americana ainda foi apoiada por algumas empresas americanas que compraram a moeda para repatriar lucros de operações no exterior, de acordo com analistas.

Ao mesmo tempo, as expectativas por elevação de juros pelo Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) estão maiores. Juros mais elevados tipicamente atraem investidores para a moeda ao oferecer retornos maiores.

Na CME, o bitcoin para março fecha em queda de 3,88%, a US$ 8.555,00. (Com informações da Dow Jones Newswires)

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!