Trabalhador gasta R$ 751,00 por mês com almoço – Jornal do Comércio

Almoçar fora de casa está 3,64% mais caro em relação ao ano passado, de acordo com pesquisa da Associação Brasileira das Empresas de Benefício ao Trabalhador (ABBT). O valor médio das refeições no Brasil é de R$ 34,14. No mês, são R$ 751,00. O Sudeste foi a região que apresentou os preços mais elevados, R$ 34,49. O índice teve variação superior ao da inflação registrada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) no período, de 2,95%, mas similar ao do segmento “alimentação fora de casa”, que teve variação positiva de 3,83%.

A cidade que apresentou o valor mais elevado de refeição foi Florianópolis, em Santa Catarina, com preço médio de almoço registrado em R$ 40,85. Em sequência, aparecem os municípios de Niterói (RJ), com R$ 39,88; Aracaju (SE), R$ 39,43; e Rio de Janeiro (RJ), R$ 38,97. O valor registrado em São Paulo (SP) é similar ao da média nacional: R$ 34,49. Campo Grande (MS) registrou o menor valor dentre as pesquisadas, R$ 26,23.

O valor mensal de alimentação dos trabalhadores foi registrado em R$ 751,00. Como medida de comparação, caso o trabalhador receba um salário-mínimo, R$ 937,00, em 2017, o montante gasto com alimentação seria de 80%. Caso receba dois salários-mínimos, seriam 40%. Com um vencimento de 5 salários-mínimos, o comprometimento da renda seria de 16%. A pesquisa mede os preços de uma refeição completa, que consiste em prato principal, bebida não alcoólica, sobremesa e café.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!