Ibovespa cai 1,72% na semana – Jornal do Comércio

Em mais um dia descolado do movimento positivo do mercado acionário no exterior, o Ibovespa fechou a sexta-feira perto da estabilidade (-0,05%), aos 84.886 pontos. Na semana, as perdas do índice à vista somam 1,72%.

Na sexta-feira, o giro financeiro chegou a R$ 17,655 bilhões, muito influenciado pelas negociações em torno da fusão entre Suzano e Fibria (a segunda ação mais negociada em volume).

De acordo com a B3, até o dia 14 de março, os investidores não residentes já retiraram R$ 3,043 bilhões do pregão. Com isso, o saldo no ano vai sendo reduzido e estava em R$ 2,273 bilhões na última quarta-feira.

Muito embora os contratos futuros de petróleo tenham apresentado recuperação – subindo em torno de 1,5% – ao longo do dia, as ações da Petrobras não conseguiram tração para recompor as perdas vistas na sessão de ontem em razão da má recepção dos investidores às notícias sobre a política de dividendos e ao balanço da empresa. Os papéis ON e PN da petroleira fecharam em alta de 1,08% e 0,56%.

Depois de ter se aproximado mais um pouco do teto informal dos R$ 3,30, o dólar passou a atrair ordens de venda no período da tarde de sexta-feira e firmou-se em queda moderada até o encerramento dos negócios. O dólar à vista terminou o dia cotado a R$ 3,2779, em baixa de 0,26% no dia, mas com alta de 0,80% no acumulado da semana.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!