G-20: crescimento mundial continua a melhorar, mas riscos persistem – Jornal do Comércio

O cenário para economia mundial continua a melhorar e o ritmo de expansão sincronizada dos países é o mais alto desde 2010, ressalta o comunicado final da reunião ministerial do G-20, grupo formado pelos países mais ricos do mundo. O documento, divulgado na tarde desta terça-feira (20) alerta que os recentes episódios de volatilidade no mercado financeiro mundial são uma sinalização de que riscos e vulnerabilidades persistem.

Uma das preocupações dos ministros e banqueiros centrais é que o “aperto das condições financeiras”, ou seja, a alta de juros nos países desenvolvidos, mais rápido que o esperado, além da ampliação de “tensões geopolíticas e econômicas”, podem revelar vulnerabilidades nos países, alerta o G-20.

Por isso, os ministros presentes em Buenos Aires recomendam que este é o momento para resolver questões que impedem um maior crescimento estrutural dos países e construir amortecedores que protejam as economias, preparando-as para cenários mais adversos.

Os ministros do G-20 observam que o investimento e o comércio tiveram uma aceleração nos últimos meses. O texto não faz menção explícita ao protecionismo, mas ressalta em algumas passagens a importância do comércio para a economia mundial. “O investimento e o comércio internacional são importantes motores para o crescimento, produtividade, criação de emprego, inovação e desenvolvimento.”

O documento afirma que os países que formam o grupo vão evitar desvalorizar suas moedas para efeitos competitivos. Taxas de câmbio flexíveis são o primeiro absorvedor de choques dos países, destaca o documento. O texto ressalta ainda que os países que formam o grupo estão trabalhando para fortalecer a contribuição do comércio para as suas economias.

Ao mesmo tempo, o G-20 destaca que excessiva volatilidade e movimentos desordenados no câmbio podem “ter implicações adversas para a estabilidade financeira e econômica”.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!