Índice de Desenvolvimento gaúcho tem primeira queda desde 2007 – Jornal do Comércio

O Índice de Desenvolvimento Socioeconômico (Idese) do Rio Grande do Sul apresentou queda de 0,8% em 2015. O dado, divulgado nesta quarta-feira (21) pela Fundação de Economia e Estatística (FEE) representa a primeira queda registrada na série histórica estadual do índice, iniciada em 2007.

O Idese gaúcho atingiu a marca de 0,751 em 2015. Apesar do pequeno aumento dos índices dos blocos Saúde (0,5%) e Educação (0,2%) em 2015, a queda do índice foi influenciada pela diminuição do bloco Renda (-3,1%). Conforme a classificação vigente, o Estado apresenta nível médio de desenvolvimento, considerando a demarcação dos níveis em alto (maior ou igual a 0,800), médio (entre 0,500 e 0,799) e baixo (abaixo de 0,499).

Os dados ainda mostram que 68 municípios obtiveram índice acima de 0,800 em 2015, sendo considerados como municípios de alto desenvolvimento socioeconômico. Isso representou queda em relação a 2014, quando mais de 90 municípios compunham o estrato superior.

O primeiro colocado continuou sendo o Município de Carlos Barbosa (0,879 em 2015), na Serra. Na segunda posição, o município de Água Santa, no Nordeste gaúcho, obteve índice de 0,873. Em seguida na classificação, Nova Araçá, também na Serra, apresentou índice de 0,865.

Dentre os 20 municípios gaúchos que têm mais do que 100 mil habitantes, apenas cinco apresentaram índices de alto desenvolvimento em 2015: Bento Gonçalves (0,831), Porto Alegre (0,816), Erechim (0,811), Santa Cruz do Sul (0,809) e Caxias do Sul (0,801). A última colocação no ranking dos municípios com mais de 100 mil habitantes ficou novamente com Alvorada (0,571), que também ficou em penúltimo lugar entre todos os municípios do Estado.

Confira o ranking dos 10 municípios mais bem colocados, segundo o Idese, total e por blocos:

Fonte FEE/CIES/NIS

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!