União Europeia aprova aquisição da Monsanto pela Bayer mediante condições – Jornal do Comércio

A Comissão Europeia aprovou, nesta quarta-feira (21) a proposta de aquisição da Monsanto pela Bayer mediante determinadas condições, informou a Bayer, em comunicado. As condições envolvem o desinvestimento de alguns negócios da Bayer, como os de sementes e certos herbicidas à base de glifosato cuja aplicação predomina na Europa.

A Monsanto também terá de alienar o negócio de controle de nematoides conhecido como NemaStrike. As exigências da comissão estipulam ainda a transferência de três projetos de pesquisa da Bayer na área de herbicidas não seletivos e a concessão de uma licença para o portfólio de agricultura digital da Bayer.

A companhia alemã já havia recebido a aprovação de mais da metade das quase 30 autoridades reguladoras de países que avaliavam a transação, incluindo Brasil e China, e a resposta mais esperada era a da União Europeia. Segundo a Bayer, a expectativa é concluir a compra no segundo trimestre de 2018.

No início deste mês, a Bayer confirmou que haviam negociações em andamento exclusivamente com a Basf para a venda dos negócios de sementes da empresa em prol da compra da Monsanto. Entre as empresas de insumos da Bayer que estão sendo alienadas, estão inclusos o negócio global de sementes de algodão (excluindo Índia e África do Sul), a unidade de canola na América do Norte e Europa, além do negócio de sementes de soja.

Em outubro de 2017, a Bayer já havia concordado em vender empresas da Divisão CropScience para a Basf por 5,9 bilhões de euros (US$ 7,3 bilhões) com o objetivo de atender as exigências de órgãos reguladores. “A Bayer está trabalhando em estreita colaboração com as autoridades do mundo para concluir com sucesso a transação com a Monsanto no segundo trimestre de 2018”, projetou a companhia.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!