Cobre recua em Londres, mas sobe levemente em Nova Iorque – Jornal do Comércio

Os contratos futuros de cobre operam sem direção única nesta manhã de quinta-feira (22), com o metal básico recuando em Londres e ampliando ganhos da sessão anterior em Nova Iorque.

Por volta das 8h20min (de Brasília), o cobre para três meses negociado na London Metal Exchange (LME) caía 0,21%, a US$ 6.804,00 por tonelada. Já na Comex, divisão de metais da bolsa mercantil de Nova York (Nymex), o cobre para entrega em maio tinha alta marginal de 0,08%, a US$ 3,0610 por libra-peso, às 8h45min (de Brasília). Na última sessão, o cobre se valorizou em ambos os mercados, favorecido por um forte avanço do petróleo e por uma tendência de queda do dólar.

O índice do dólar está enfraquecido desde ontem, quando o Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) decidiu elevar juros pela primeira vez este ano, como era amplamente esperado, mas também manteve planos de implementar um total de três aumentos em 2018, e não quatro, como previam alguns analistas.

Outros metais na LME não tinham direção única no horário indicado acima: o alumínio subia 0,36%, a US$ 2.088,00 por tonelada, enquanto o zinco recuava 0,69%, a US$ 3.227,00 por tonelada, o estanho diminuía 0,24%, a US$ 20.900,00 por tonelada, o níquel avançava 0,15%, a US$ 13.525,00 por tonelada, e o chumbo mostrava baixa de 0,25%, a US$ 2.391,50 por tonelada. 

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!