Timac Agro vai investir R$ 50 milhões para construir e ampliar fábricas – Jornal do Comércio

A empresa francesa Timac Agro, do Grupo Roullier, anunciou, ontem, que vai investir R$ 50 milhões nos próximos dois anos no Distrito Industrial de Rio Grande, na Região Sul do Estado. O valor será aplicado na construção de uma nova fábrica no município (R$ 26 milhões) e também na ampliação das duas unidades já existentes (R$ 24 milhões). As obras devem ficar prontas em outubro.

A informação foi confirmada pelo presidente do grupo no Brasil, Philippe Vignon, durante reunião no Palácio Piratini com o governador José Ivo Sartori, o secretário do Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Márcio Biolchi, e o secretário-chefe da Casa Civil, Fábio Branco. A nova unidade vai produzir uma linha inovadora e diferenciada de suplementos para nutrição animal e, inicialmente, gerar 150 empregos diretos e indiretos. O grupo está no Brasil desde 1997 e, atualmente, já emprega cerca de 500 pessoas só no estado.

Sartori destacou a importância do investimento, especialmente em um momento de dificuldades financeiras no Estado. “Essa confirmação representa muito para nós. Além do dinheiro, não podemos esquecer que virão 150 empregos. É o resultado do que temos feito cuidando da casa, adequando as nossas finanças e procurando dar uma agilidade muito forte na atração de investimentos”, ressaltou.

O presidente do grupo explicou que a tecnologia utilizada vai aumentar o rendimento do gado de corte e de leite. “A nova fábrica em Rio Grande vai beneficiar os produtores. São produtos muito inovadores, que, com certeza, vão dar ao produtor mais leite e mais carne”, disse Vignon.

O secretário Biolchi explicou que a chegada da nova unidade deve movimentar a economia da Metade Sul e de todo o RS. “Desde o final do ano passado, a gente percebe um novo ciclo de investimentos aqui no Estado, em diversos setores. São investimentos relevantes, de empresas globais, mas que geram demandas locais. Então, além dos R$ 50 milhões e dos 150 novos empregos, virão outras oportunidades para aquecer a região. Isso mostra para o mundo que o Rio Grande do Sul é um bom local para investir. O Estado aparece como um facilitador para bons negócios”, destacou.

A área onde será construída a nova unidade tem sete hectares e está localizada ao lado das duas fábricas de fertilizantes sólidos e líquidos que a empresa tem no polo industrial de Rio Grande. O governo gaúcho entra como apoiador, porque o espaço é administrado pela Secretaria do Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia (Sdect).

 

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!