Câmara Brasil-Alemanha busca marca de 250 associados no Estado – Jornal do Comércio

Um dos focos da Câmara Brasil-Alemanha no Rio Grande do Sul neste ano é aumentar o número de associados. Atualmente, a instituição possui 207 membros e a nova diretoria da entidade projeta chegar a 250 neste ano. A expectativa é atrair empresários das mais distintas atividades econômicas.

O CEO da Aeromóvel Brasil, Marcus Coester, assumiu nessa quinta-feira o comando da entidade no Rio Grande do Sul e o ex-presidente Everson Oppermann passou a exercer a vice-presidência. A Fraport, que venceu o leilão do aeroporto Salgado Filho, também está representada na diretoria pela CEO da companhia no Brasil, Andreea Pal.

Coester enfatiza que os investidores estrangeiros observam várias oportunidades de negócios no Brasil. A meta da Câmara é estimular o ambiente de negócios e cooperação entre os dois países. Um dos programas da entidade é a vinda de técnicos alemães aposentados para prestarem consultorias para as companhias no Brasil. O custo da empresa local com a iniciativa é com a passagem e a acomodação desse profissional. Entre os eventos de destaque realizados no ano passado no Estado, Oppermann cita o 35º Encontro Econômico Brasil e Alemanha 2017 (EEBA).

Sobre a Feira Industrial de Hannover, que ocorre no próximo mês na Alemanha, Coester comenta que o evento é um grande termômetro da economia. A perspectiva é de que 30 a 40 empresas gaúchas participem do encontro. O Brasil é a nação que mais possui indústrias alemãs fora de seu país de origem – são cerca de 1,5 mil companhias germânicas que atuam no mercado nacional, em torno de 1 mil delas em São Paulo. No Estado, são de 50 a 60 empresas alemãs ou com participação germânica no seu capital. Coester defende que é preciso mostrar mais o Estado para os empreendedores do exterior.

 

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!