Dólar recua ante rivais em meio a temores com tensões entre EUA e China – Jornal do Comércio

O dólar recuou ante moedas rivais, nesta sexta-feira (23) em meio a preocupações dos investidores com o aumento de tensões entre China e Estados Unidos – as duas maiores economias do planeta -, após o governo americano desafiar os chineses com imposição de tarifas sobre importações de bens produzidos no gigante asiático.

No fim da tarde em Nova Iorque, o dólar recuava a 104,70 ienes, de 105,41 ienes na tarde de ontem; o euro avançava a US$ 1,2368, de US$ 1,2322; e a libra subia a US$ 1,4147, de US$ 1,4114.

Ontem, o presidente dos EUA, Donald Trump, disse que planeja impor tarifas sobre importações de produtos chineses que somam mais de US$ 60 bilhões, além de restringir a transferência de tecnologia aos chineses. Em resposta, o governo chinês anunciou que retaliaria, impondo tarifas sobre importações de produtos americanos que somam US$ 3 bilhões.

Uma guerra comercial prolongada pode atingir o crescimento dos EUA e prejudicar a retomada do crescimento global, de acordo com analistas. As preocupações tendem a beneficiar o iene, visto como um ativo seguro em tempos de incerteza.

Na Chicago Mercantile Exchange (CME), o contrato futuro de bitcoin para março encerrou o dia em baixa de 0,17%, cotado a US$ 8.615,00. (Com informações da Dow Jones Newswires)

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!