Ouro fecha em alta com demanda por ativos seguros em meio a tensões comerciais – Jornal do Comércio

O ouro fechou em alta na sessão desta quinta-feira (22) em meio a reforçados temores de uma guerra comercial entre os Estados Unidos e a China, com o anúncio pela Casa Branca de um pacote tarifário direcionado ao país asiático.

Este cenário sugere que o metal amarelo conseguiu captar alguma demanda de investidores por ativos considerados mais seguros, em meio à força vendedora que pressiona os mercados acionários em Wall Street. A sessão desta quinta-feira também foi a primeira desde que o Federal Reserve (Fed, o banco central americano) elevou os juros em 0,25 ponto porcentual, para a faixa entre 1,50% e 1,75%.

Em relatório a clientes, o Commerzbank avalia que essa decisão contribuiu para a alta do metal precioso. “O preço de ouro mostrou desta vez o mesmo padrão de negociação apresentado antes de outras reuniões do Fed: fraco antes da reunião e, depois dela, recuperado significativamente”, analisa o banco alemão, que acrescenta que “a recuperação (do ouro) pode continuar por mais alguns dias”.

Na Comex, divisão de metais da New York, o contrato de ouro para entrega em abril fechou em alta de US$ 5,90 (+0,45%), a US$ 1.327,40 por onça-troy.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!