Petróleo opera em alta, com expectativa de extensão no corte da oferta da Opep – Jornal do Comércio

O petróleo opera com ganhos na manhã desta sexta-feira (23), recuperando-se em parte das perdas do dia anterior, após novos sinais de que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) pode continuar a conter a produção em 2019.

Às 8h12min (de Brasília), o petróleo WTI para maio subia 0,53%, a US$ 64,64 o barril, na New York Mercantile Exchange (Nymex), e o Brent para maio avançava 0,48%, a US$ 69,24 o barril, na ICE.

O ministro da Energia da Arábia Saudita, Khalid al-Falih, afirmou no fim da quinta-feira que os membros da Opep devem continuar a coordenar seus esforços com produtores de fora do grupo para cortar a oferta no próximo ano, segundo a agência Reuters.

A Opep e dez produtores de fora do cartel, entre eles a Rússia, tem cortado a produção em 1,8 milhão de barris por dia, no total, desde o início do ano passado. Eles concordaram no fim de 2017 em manter o acordo até o fim deste ano.

Economista de commodities da Capital Economics, Thomas Pugh advertiu que Falih poderia estar se referindo a uma “estratégia de saída” gradual do acordo. “A cooperação não necessariamente significa cortes do mesmo modo”, afirmou. Na quinta-feira (22), os preços do petróleo tiveram o pior dia em duas semanas, após novas tarifas da Casa Branca sobre a China aumentarem os temores de uma guerra comercial e de desaceleração global no crescimento econômico.

Os agentes do mercado também aguardam o relatório semanal de poços e plataformas de petróleo em atividade nos EUA, que a Baker Hughes divulga às 14h. O dado é um indicativo da atividade no setor. 

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!