Temer dará aval a parecer da AGU para crédito de banco público a estados – Jornal do Comércio

O presidente Michel Temer assinará um parecer da Advocacia-Geral da União (AGU) nos próximos dias que, na prática, forçará o Tesouro Nacional a aceitar recursos de fundos de participação de estados e municípios como garantia para empréstimos em bancos públicos.

A medida é uma resposta de Temer ao conselho de administração da Caixa, que suspendeu os empréstimos do banco a entes federativos devido a dúvidas jurídicas sobre a legalidade dessas garantias.

Diante do impasse, o presidente da Caixa, Gilberto Occhi, recorreu a Temer e ao Tribunal de Contas da União (TCU), onde tramita um processo questionando a legalidade de garantias com recursos do Fundo de Participação dos Estados (FPE) e de Municípios (FPM). Para o Ministério Público de Contas junto ao TCU, essas operações são inconstitucionais, porque vinculam receitas de impostos.

Temer pediu que a AGU resolvesse o impasse, que ocorre no momento em que ele reúne seu capital político para tentar a reeleição. Occhi é do Partido Progressista (PP), importante aliado do presidente. Com a suspensão dos empréstimos, cerca de R$ 19 bilhões em empréstimos foram congelados. Esses recursos iriam para projetos em redutos eleitorais da base aliada.

O estoque de empréstimos da Caixa para estados e municípios é de R$ 60 bilhões, dos quais R$ 42 bilhões foram concedidos com recursos dos fundos de participação como garantia.

Para a AGU, Occhi disse que a Caixa é um banco 100% público e, sem essas operações, obras e projetos do governo ficariam comprometidas no momento em que a economia dá sinais de recuperação. Apresentou ainda uma circular do Banco Central em que, segundo ele, seria permitido o uso dos recursos dos fundos de participação como “mitigador para fins de requerimento de capital”.

A partir do próximo ano, a Caixa precisará de mais capital próprio para manter os níveis de empréstimos. Diante das dúvidas sobre o uso dos fundos de participação, o conselho de administração suspendeu novos empréstimos.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!