China diz aos EUA que irá defender seus interesses em questão tarifária – Jornal do Comércio

O novo vice-primeiro-ministro da China, Liu He, disse ao secretário do Tesouro dos EUA, Steven Mnuchin, que Pequim está pronta para defender seus interesses após o presidente Donald Trump anunciar planos de impor tarifas a cerca de US$ 60 bilhões em importações chinesas.

Durante conversa telefônica, He disse a Mnuchin que o projeto assinado por Trump viola as regras de comércio internacional. Segundo o vice-premiê, a China está “pronta e capaz de defender seus interesses nacionais e espera que ambos os lados continuem racionais”.

Na quinta-feira, Trump assinou um memorando que estabelece tarifas contra a China, além de impor restrições às transferências de tecnologia e aquisições por parte de Pequim. A ideia é pressionar o país asiático e restringir o que Washington considera práticas injustas de comércio e investimento.

Em resposta, Pequim anunciou uma lista com 128 produtos americanos que serão alvo de barreiras alfandegárias. Entre os produtos americanos que podem ser tarifados pela China estão carne de porco e alumínio reciclado.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!