Tensão do Ocidente com Rússia sustenta ouro em alta – Jornal do Comércio

O ouro fechou em alta na sessão desta segunda-feira (26) na esteira da demanda por ativos de segurança desencadeada após os Estados Unidos e a União Europeia anunciarem a expulsão de mais de 100 diplomatas russos, como resposta ao envenenamento com uma substância neurotóxica de um agente duplo na Inglaterra.

Temores em torno de uma guerra comercial entre os EUA e a China ficaram um pouco menos intensos com a notícia de que os dois países iniciaram um discreto diálogo para chegar a um possível acordo e dar fim ao atual embate tarifário.

Mesmo assim, as negociações de Washington com as nações que pleiteiam isenções da tarifação sobre aço e alumínio não chegaram a um desfecho, de forma que um nível considerável de tensão segue no radar de investidores.

Além disso, na análise da consultoria britânica Sucden Financial, “o anúncio coletivo da expulsão de diplomatas russos pelos EUA e pela União Europeia manteve as tensões geopolíticas em foco”. Na Comex, a divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), o contrato futuro de ouro para abril fechou com ganho de US$ 5,10 (+0,38%), a US$ 1.355,00 a onça-troy.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!