Governo central tem déficit primário de R$ 19,3 bilhões em fevereiro – Valor

BRASÍLIA  –  (Atualizada às 15h15) O governo central – que reúne Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central (BC) – teve déficit primário de R$ 19,293 bilhões em fevereiro. Um ano antes, o saldo foi negativo de R$ 26,336 bilhões.

O resultado do segundo mês de 2018 é reflexo de déficit de R$ 4,817 bilhões do Tesouro, de um rombo de R$ 14,472 bilhões na Previdência e de um resultado negativo de R$ 4 milhões do BC.

Com os valores de fevereiro, o resultado primário do governo está superavitário no primeiro bimestre, em R$ 11,763 bilhões. Em 12 meses, houve déficit de R$ 104,166 bilhões. Para 2018, a meta é de déficit de R$ 159 bilhões.

Relatório bimestral de receitas e despesas divulgado na semana passada mostrou que a equipe econômica está com uma folga de R$ 2,638 bilhões para cumprimento dessa meta. O bloqueio adicional de Orçamento, no entanto, foi ampliado em R$ 2 bilhões e chegou a R$ 18,2 bilhões.

Ainda em fevereiro, a receita total do governo central cresceu 9,8% em termos reais, somando R$ 106,063 bilhões. A receita líquida, que exclui as transferências a Estados e municípios, somou R$ 78,179 bilhões, com alta real de 10,2%. A despesa total do governo central foi de R$ 97,472 bilhões, com queda real de 0,6%.

No acumulado do ano, a receita total cresceu 10,3% em termos reais, atingindo R$ 262,435 bilhões. A receita líquida subiu 11,1% acima da inflação, para R$ 214,592 bilhões. A despesa total teve no primeiro bimestre crescimento real de 0,6%, para R$ 202,829 bilhões.

Investimentos

Os investimentos do governo federal somaram R$ 3,089 bilhões no primeiro bimestre, o que representa aumento nominal de 4,08% na comparação com o mesmo período de 2017 (R$ 2,968 bilhões).

No período, os pagamentos do governo referentes ao Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) totalizaram R$ 1,937 bilhão, alta nominal de 0,2%, mas queda real de 2,6%.

Do total do PAC, R$ 176,8 milhões se referem a pagamentos do Programa Minha Casa, Minha Vida. No mesmo período de 2017, esse valor correspondeu a R$ 159,8 milhões. Com isso, houve aumento nominal de 10,6% e expansão de 7,5% em termos reais.

Dividendos

O Tesouro mostrou ainda que o governo federal teve receita de R$ 1,8 milhão em dividendos de empresas estatais em fevereiro. No mesmo mês de 2017, foram pagos R$ 5,2 milhões em dividendos pelas estatais. 

No bimestre, os dividendos somaram R$ 5,4 milhões, ante R$ 65,5 milhões repassados no mesmo período de 2017. Segundo relatório bimestral de receitas e despesas primárias, o governo espera receber R$ 7,164 bilhões em dividendos neste ano.

Fonte Oficial: Valor.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!