Ibovespa fecha em alta de 0,84%, e dólar cai – Jornal do Comércio

O mercado acionário doméstico operou no positivo espelhando o comportamento das bolsas globais ontem. No entanto, no plano doméstico, as incertezas sobre quem sucederá a Henrique Meirelles no Ministério da Fazenda trouxeram a cautela para os negócios durante o pregão. Ainda assim, o Ibovespa encerrou a sessão em alta de 0,84%, alcançando os 85.087 pontos.

O baixo volume de negócios verificado, de R$ 7,44 bilhões, traduziu sentimento ressabiado dos investidores, de acordo com Ariovaldo dos Santos, gerente da mesa de renda variável da H.Commcor. Esse giro ficou abaixo da média entre R$ 10 bilhões e R$ 11 bilhões que vinha sendo registrada no primeiro trimestre deste ano. Os investidores estrangeiros seguem saindo e, de acordo com a B3, em março, já retiraram R$ 4,808 bilhões, fazendo com que o saldo em 2018 caísse a R$ 509,480 milhões.

As blue chips operaram em alta. Entre os destaques, as ações da Petrobras, que se valorizaram, na contramão das cotações do petróleo no mercado internacional, que encerraram o dia em baixa de cerca de 0,60%. Por aqui, Petrobras ON ganhou 0,84%, e PN valorizou 1,29%. Vale ON subiu 0,96%.

O dólar negociado no Brasil cedeu a uma correção de altas recentes vinda do exterior e recuou levemente ante o real ontem. Em um dia marcado pela queda firme e generalizada da moeda norte-americana, chamou a atenção no mercado a resistência das cotações no nível dos R$ 3,30, tanto no mercado à vista como no futuro.

Segundo analistas, os motivos podem ser internos, uma vez que investidores aguardam por desdobramentos de eventos no âmbito doméstico. O dólar à vista terminou o dia em R$ 3,3093, em baixa de 0,21%.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!